7 ótimas dicas para redução de custos administrativos e operacionais

Como definir o público alvo ideal para seu negócio?
17 de janeiro de 2018
Quais são os tipos de notas fiscais utilizadas pelas micro e pequenas empresas?
31 de janeiro de 2018
Exibir tudo

7 ótimas dicas para redução de custos administrativos e operacionais

Estar preparado para eventualidades que podem afetar seu negócio, sejam essas eventualidades movidas pelo momento do mercado, situação econômica do país ou do seu setor de atuação é algo realmente relevante para pequenas empresas que querem se manter e crescer no mercado.

Sendo assim, mesmo que sua empresa conte com um planejamento bem estruturado e mantenha o fluxo de caixa sob controle, quando ocorrem essas eventualidades, é necessário muitas vezes partir para um processo de redução de custos administrativos e operacionais para se manter ativo no mercado.

Pensando nisso, manter sempre sua planilha de controle de gastos atualizada é um ato importante e que nesse momento vai ser primordial para que você possa analisar onde é possível fazer cortes sem prejudicar seus resultados.

Além dessa alternativa existem outras providências que podem ser tomadas diante de cenários difíceis de recessão, onde é necessário pensar em redução de custos, abaixo listamos como fazer isso com maior segurança e menor impacto. Confira:

 

1. Saiba quais são todos os seus custos

Um dos maiores erros em momentos de redução de custos em uma empresa é errar onde fazer esses cortes de custos, e estes erros acabam prejudicando a qualidade do produto ou serviço oferecido para seus clientes.

Portanto, antes de sair por aí cortando custos desenfreadamente, liste todos e faça uma avaliação minuciosa de como esses cortes podem afetar no processo como um todo, pense em substituições mais baratas para determinados serviços e produtos que afetem o mínimo possível seus resultados finais.

Somente conhecendo em detalhes suas despesas é possível buscar alternativas mais baratas para manter o seu negócio ativo e faturando.

 

2. Envolva toda a sua equipe

A cumplicidade e a sinceridade dentro de uma equipe de trabalho é algo primordial para enfrentar esses momentos de crise, explique a situação para seus colaboradores e peça a sugestão deles para detectar atividades que podem ser alteradas para ajudar na redução de custos.

Nada como contar com pessoas que estão diretamente envolvidas no processo e vivenciam aquilo no dia a dia para te falar o que está certo e o que está errado, além disso essa confiança entre colaboradores ajuda na criação de uma equipe mais forte e engajada.

 

3. Negocie preços e condições de pagamento com seus fornecedores

Ao precisar apertar os cintos é preciso pensar em todos os custos e geralmente o custo com matéria-prima e insumos é um dos mais elevados, então é interessante conversar com seus fornecedores e explicar a situação para eles, certamente.

Se você é um bom pagador e tem uma boa relação com eles, não será problema melhorar os valores ou simplesmente otimizar as condições de pagamento até que sua empresa se estabilize novamente. Afinal, ninguém quer perder bons clientes não é mesmo?

 

4. Repense o processo de terceirização de seus processos

Outra ótima opção para se reduzir custos administrativos e operacionais é buscar parcerias no mercado que se enquadrem no seu processo de qualidade e custos. Essa alternativa vai lhe ajudar a reduzir seu gasto com tributos, trazendo economias para sua empresa e te ajudando a criar mais vínculos com novos parceiros comerciais.

 

5. Melhore o giro do seu do estoque

Quanto menos seus produtos ficarem em estoque melhor, é sinal que suas vendas estão sendo feitas de maneira mais rápida, reduzindo assim a necessidade de capital de giro, que ajuda a reduzir os custos com financiamentos.

A dica é criar políticas para vender aquilo que você tem armazenado, crie promoções para chamar a atenção do seu cliente e mantenha assim seu estoque sempre em movimento. Assim, fica muito mais fácil conseguir recursos próprios para fazer novas compras e evita prejuízos com perda de produtos estocados por falta de atividade.

 

6. Analise se seu regime tributário pode ser alterado

Estar enquadrado no regime de tributação mais adequado ao porte da sua empresa é algo muito importante em qualquer momento, principalmente nesses momentos de crise e redução de custos.

Fale com seu contador e analisem uma possível troca do seu regime, isso pode acarretar em uma redução no Imposto de Renda, na contribuição do COFINS, contribuição fiscal, no PIS entre outros.

Faça um planejamento anual de resultados e estime os valores nos possíveis regimes de tributação, no final você vai saber qual é a mais vantajosa para sua empresa.

 

7. Adote um bom sistema de gestão financeira

Contar com um sistema de gestão financeira é algo essencial nesses momentos, assim fica muito mais fácil controlar todas as suas atividades desde a compra, passando pelo estoque até chegar a venda e tributação de uma maneira totalmente integrada.

Assim, fica muito mais fácil de entender melhor o que está acontecendo com sua empresa e a identificação de erros no processo e novas oportunidades de melhorias é vista com antecedência, otimizando a busca por melhorias e tomadas de decisões mais assertivas e rápidas.

Aprendeu como fazer a redução de maneira eficiente? Esperamos que este post tenha lhe ajudado a tomar as melhores decisões. Conte sempre com o FlyERP para auxiliar sua micro ou pequena empresa. Confira nosso site e veja como podemos te ajudar ainda mais!

Comentários

comentários