Como calcular o custo fixo da sua micro ou pequena empresa?

5 dicas “mágicas” para aprovar seus orçamentos e vender mais
18 de julho de 2018
Em quanto tempo minha empresa vai começar a ter lucros?
9 de agosto de 2018
Exibir tudo

Como calcular o custo fixo da sua micro ou pequena empresa?

Reduzir custos, esse sempre foi e sempre será um dos pensamentos mais recorrentes da cabeça de qualquer empreendedor, melhorar seu faturamento depende da correta análise de todos os custos envolvidos no processo de produção de um produto ou serviço.

Um número dito com ideal pelos especialistas gira em torno de 30% do valor total do faturamento da empresa, ou seja, pelo bem da sua empresa a soma de seus custos não deve ultrapassar esse percentual.

Para ter uma visão mais clara e detalhada desse processo, primeiramente é necessário separar custos fixos e custos variáveis, então vamos lá.

 

O que é Custo fixo

O custo fixo nada mais é que aquele apresenta pouca variação em relação a produção, ou seja, não é impactado pela atividade-fim da empresa.

Exemplos simples de custos fixos são aluguéis, salários, despesas com contador e advogados, encargos sociais, materiais de limpeza, materiais de escritório.

 

O que é Custo Variável

Os custos variáveis são aqueles altamente sensíveis ao aumento da força de produção, custos com matéria-prima, comissões, fretes e mão de obra, por exemplo.

 

O que são custos híbridos?

Despesas como água e energia elétrica são consideradas despesas híbridas (são fixas e variáveis ao mesmo tempo). Pois, apesar de terem um valor mínimo mensal que sempre será cobrado, sofre influência do processo de produção. Quanto maior o tempo de produção, maiores os custos.

 

Razões para calcular o custo fixo da minha empresa?

  • Ter informações reais que vão ajudar no processo de definição de preço final dos seus produtos e/ou serviços;
  • Saber como está a saúde financeira da sua empresa, em momentos de vendas mais rasas e menores, estabilidade no mercado é importante ter saber quanto preciso deixar em caixa para investimentos e para manter esses custos, deixar isso de lado é um dos grandes erros de muitas empresas e acaba quebrando muitos negócios;
  • Informação crucial para elaboração dos planos estratégicos para contenção de despesas, saber de onde se pode tirar e onde não se deve mexer nos investimentos;

 

Como calcular o custo fixo total

O cálculo de custo fixo é algo bem simples de ser feito. Após a definição do que é custo fixo e variável, somente é necessários somar todos os itens levantados como fixos (como aluguel, telefone, folha de pagamento, limpeza, segurança, conservação, custo de materiais de escritório, pró-labore, licenças de softwares, contratação de serviços terceirizados, etc.). Soma-se esses valores e o processo está feito. Simples assim!

 

Cálculo do custo fixo médio

Não podemos esquecer do cálculo do custo fixo médio por item produzido, esse tem relação com seus produtos fabricados. O cálculo também é feito de maneira simples.

Por exemplo, os custos fixos da sua empresa somados totalizaram R$ 5 mil e neste mês você produziu 2 mil produtos para vender.

O cálculo é feito da seguinte maneira:

  • Soma de todos os custos fixos (R$ 5 mil)
  • Soma de todos os itens produzidos ( 2 mil)
  • Divide-se o custo fixo pela quantidade de itens produzidos ( 5000/2000) e se obtêm o valor médio para produção de cada item, nesse caso R$ 2,50 por item.

Nesse exemplo, o custo de fabricar cada item é R$ 2,5. Assim, fica claro também a importância de saber seus custos para definir o custo de venda dos seus produtos no mercado.

 

Importância de uma solução automatizada

Esse tipo de cálculo é algo simples de ser feito, mas manter o controle de todos seus custos pode ser algo mais complicado, ainda mais se vários processos e setores tem custos mensais dentro de uma empresa.

Planilhas não são uma alternativa muito viável, por conta da integridade dos dados, ou seja, vários pessoas mexendo diariamente nesse tipo de controle, em um determinado momento algum dado vai ser perdido no caminho e isso pode afetar o processo como um todo.

A melhor alternativa é optar um um software de gestão financeira online, que podem ser adquiridos a baixo custo através de mensalidade (modelo SaaS). Essa nova forma de consumir tecnologia tornou possível até às micro e pequenas empresas, enfim, profissionalizarem o controle de suas finanças.

E aí, entendido o que é custo fixo, qual sua importância, como calcular e manter tudo sob controle. Então, continue navegando no nosso site e obtenha mais informações sobre como manter sua negócio saudável através dos posts do nosso blog.

#DecoleComFlyERP

Comentários

comentários

//]]>