Guia prático da nota fiscal para micro e pequenas empresas

Tire todas as suas dúvidas sobre Certificado Digital?
12 de abril de 2017
Os 5 principais erros no controle de estoque que sua empresa precisa evitar
26 de abril de 2017
Exibir tudo

Guia prático da nota fiscal para micro e pequenas empresas

Não é nenhuma novidade que as notas fiscais eletrônicas já estão mais que inseridas no cotidiano de qualquer empresa brasileira, independente de seu porte, e que certamente vieram para trazer maior controle, melhorias e agilidade no processo fiscal.

O processo de impressão, controle e armazenamento ficou mais simples e seguro. Embora já seja um assunto bastante difundido e discutido, ainda muitas dúvidas pairam sobre o processo como um todo, principalmente se tratando de pequenas e médias empresas, que atualmente estão crescendo exponencialmente. Por esse motivo, neste pequeno guia vamos explicar um pouco sobre alguns tópicos e esclarecer algumas pequenas dúvidas, vamos lá?

 

O que é a NFe?

 Nota Fiscal Eletrônica (NFe) em suma é um documento emitido e armazenado eletronicamente, de existência apenas digital, com o intuito de documentar operações e prestações, cuja validade jurídica é garantida pela assinatura digital do emitente e autorização de uso pela administração tributária da unidade federada do contribuinte, antes da ocorrência do fato gerador.

 

Quais são os tipos de NFe?

Existem atualmente 3 tipos de notas fiscais eletrônicas, cada uma foi criada para substituir determinados documentos usados anteriormente, veja:

  • Nota Fiscal Eletrônica (NF- e): foi criada com o objetivo de substituir as notas fiscais de modelos 1 e 1A, utilizadas nas operações de venda e prestação de serviço, que está relacionado à cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).
  • Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): Substitui a Declaração de Serviço, documento exigido pelo município e que está relacionado à cobrança do ISS (Imposto Sobre Serviço).
  • Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e): substitui diversos documentos exigidos para se fazer o transporte de carga (Modelos 7, 8, 9, 10, 11 e 27).

 

Como faço para começar a emitir NFe?

Ok, já sei o que é a nota fiscal eletrônica, mas como minha empresa pode começar a emitir esse tipo de documento?

O processo de emissão é mais simples do que a explicação do que se trata e pode ser resumido em três simples passos:

  • Adquirir um certificado digital (A1/e-CNPJ);
  • Autorizar sua empresa juntamente a Secretaria da Fazenda (SEFAZ) do seu estado;
  • Utilizar algum Sistema Emissor de Nota Fiscal Eletrônica.

 

Como faço para começar a emitir NFSe?

A Nota Fiscal de Serviço(NFS-e) é de responsabilidade do município, por isso é necessário entrar no portal da NFS-e do município para fazer o pedido de habilitação para emissão.

 

Como faço para começar a emitir Ct-e?

Para começar a emitir a nota CT-e, os passos são bem parecidos com o emissão de NFe, é preciso cadastrar junto a Secretaria da Fazenda do Estado, possuir o certificado digital e utilizar um Sistema Emissor de CT-e e obter a autorização da Secretaria da Fazenda para emissão.

 

Como escolher um emissor de nota fiscal?

O mercado conta com diversas opções, o ideal é escolher a que melhor se adeque as suas necessidades e porte da empresa.

De nada adianta ser um pequeno empresário e adquirir um sistema complexo e que demanda o trabalho de vários colaboradores para fazer algumas tarefas. Então se você tem uma micro ou pequena empresa o ideal é buscar um software rápido, que fuja da burocracia e de fácil entendimento. 

Outras coisas importantes que devem ser observadas no momento de escolher um bom software emissor de notas fiscais:

  • Verifique se o fornecedor do Sistema Emissor é cadastrado no SEFAZ do seu estado.
  • Escolha um emissor de Nota Fiscal de uma empresa que ofereça suporte
  • Um fornecedor preocupado com seu cliente deve oferecer treinamento para o uso da ferramenta e suporte a qualquer momento, para que você e sua equipe fiquem a vontade para usar o software sem medos e dúvidas.
  • Busque empresas que lhe orientem sobre o processo como um todo, empresas que mostrem o caminho das pedras e ajudem a solucionar seus problemas.

 

Conclusão

A primeira vista pode até parecer um processo complicado e um tanto quanto burocrático esse processo de emissão de notas fiscais eletrônicas, mas tudo vai depender de você escolher as pessoas e empresas certas com quem deseja trabalhar.

Escolha uma empresa que além de fornecer a solução para emissão de suas notas fiscais eletrônicas, também agregue ao seu negócio a integração com todo o sistema de gestão, somente assim o processo fica totalmente automatizado e suas preocupações vão se resumir somente a parte estratégica da sua empresa, já que todos os controles serão feitos de maneira rápida, segura e fácil.

Além disso, a escolha da solução certa, além de todos os benefícios listados, ainda conta com profissionais que entendem da área e vão lhe orientar de maneira correta e certeira para que você possa deixar tudo funcionando rapidamente.

Esses requisitos podem ser encontrados no Sistema de Gestão para micro e pequenas empresas FlyERP, contamos com um software desenhado para atender todas as demandas de micro e pequenas empresas de maneira fácil e intuitiva. Além do contar com profissionais que vão orientar e acompanhar o processo de implementação e dar suporte necessário para facilitar a sua vida empresarial.

Gostou das nossas dicas? Então, curta nossa fanpage e receba mais novidades sobre o mundo das micro e pequenas empresas.

Bons negócios.

Comentários

comentários