5 erros que você deve evitar ao abrir um negócio

Reforma Trabalhista: O que mudou?
20 de novembro de 2017
4 dicas poderosas para tornar suas reuniões mais produtivas
7 de dezembro de 2017
Exibir tudo

5 erros que você deve evitar ao abrir um negócio

No primeiro trimestre deste ano foram criadas no país 581.242 novas empresas, maior número para o período desde 2010. A pesquisa foi realizada pelo Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas. O número é 12,6% superior ao registrado no mesmo período de 2016, quando ocorreram 516.201 nascimentos.

 

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o recorde apresentado no surgimento de novas empresas no país continua sendo determinado pelo chamado “empreendedorismo de necessidade”. Desta forma, com as taxas de desemprego muito elevadas, desempregados acabam abrindo negócios como forma de geração de renda, sobretudo no setor de serviços.

 

Devido a esta necessidade de gerar renda para sobrevivência, muitos empreendedores acabam pulando alguns passos importantes para definição do negócio que irão abrir. Neste artigo apresentaremos 5 erros cometidos por empreendedores que são cruciais para a vida de uma empresa.

 

Não planejar

Para conduzir um negócio de sucesso, ter um plano é essencial. Contudo, para esse plano ser bem feito, é importante que esteja bem coordenado e registrado. Atualmente somente 33% dos empreendedores tem um plano de negócios escrito e organizado.

Um plano de negócios assusta a maior parte dos empreendedores, ter que definir tudo de forma escrita parece perda de tempo, mas isto é um investimento na sua empresa.

Traçar metas a curto e longo prazo é essencial para que o empreendedor tenha um norte. O que você planeja alcançar em três meses? E daqui a seis meses? Onde vê o seu negócio daqui a um ano? E o que pretende realizar daqui a cinco anos?

 

Mudanças constantes

Muitas pessoas iniciam a vida empreendedora iludidos com a ideia de que logo estarão ganhando muito dinheiro, que seu negócio será próspero já no primeiro ano. E a realidade é bem diferente, a concorrência está sempre presente, pensando a frente, os consumidores precisam ser conquistados diariamente.

Neste cenário muitos empreendedores mudam de estratégia comercial a cada mês, iniciam o negócio de uma forma e não dão o tempo necessário para que ele se firme. Nem sempre as respostas e o retorno financeiro virão de forma rápida, é preciso dar tempo para que algumas estratégias lhe tragam bons frutos.

É necessário monitorar as ações tomadas com o tempo dos resultados, quando eles demorarem muito a chegar, deve-se sim ter outras cartas na manga. Mas é preciso ter calma, antes de tudo.

 

Oferecer muitos descontos

Para atrair clientes alguns empreendedores utilizam a técnica dos descontos. Oferecer descontos nos seus serviços ou produtos é uma ótima estratégia para atrair novos clientes, no entanto ao oferecê-los, você precisa se assegurar de que a margem de lucro continua proveitosa nestes serviços e produtos com descontos.

Diversas pesquisas com consumidores já comprovaram, o preço deixou de ser o item principal avaliado para definir onde o indivíduo vai gastar o seu dinheiro. Agregue valor ao produto/serviço que você oferece, pense no seu cliente e trace uma estratégia para que ele crie vínculos com sua empresa.

 

Não delegar funções

A maioria das pessoas que empreendem no Brasil o fazem individualmente. Mesmo em sociedades de um ou dois sócios é facilmente encontrado o problema ao delegar funções. Um empreendedor individual possui uma carga enorme de funções para desempenhar, enquanto o negócio está iniciando é importante buscar consultorias em órgãos como o Sebrae da cidade. Em empresas que contam com mais sócios ou com alguns funcionários também é preciso dividir funções, praticar mais a liderança e delegar atividades para todos os envolvidos.

 

Trabalhar demais

Para que algo dê certo é necessário equilíbrio. Equilibrar vida pessoal com vida profissional para quem está empreendendo é um ponto delicado. No início de um negócio jornadas de 12, 15, 18 horas são rotineiras. Uma pesquisa revelou que isto tem aumentado a níveis preocupantes os problemas de saúde relacionados ao estresse e desgaste no trabalho.

Estudos científicos concluíram que a criatividade está limitada a mais ou menos 50 horas de trabalho semanais, após isso, a produtividade rapidamente decai. Além disso, o empreendedor também precisa aprender a tirar férias.